Uma Linda Sexta-Feira

terça-feira, janeiro 24, 2017




O vento sopra forte lá fora.
As pessoas andam para lá e para cá.
É uma sexta feira, digna daquelas que a gente vai ao bar para encher a cara sem horas para voltar.
Eu saio para a varanda da minha casa, para ver o céu.
Vejo as nuvens, vejo aquele monte de nuvens, entre elas está passando um avião, um avião carregado de pessoas que também não sabem a direção que estão indo, mas estão indo.
Eu pego a minha taça de vinho, dou um gole, um belo gole, ele desce pela minha garganta suave e doce, ele sabe a direção que está indo, ele está satisfazendo a minha sexta feira.
Vejo um monte de crianças brincando na rua, fazendo barulho, um grande barulho, aquilo é bonito e sufocante.
Percebo que assim como eu, todos estão se satisfazendo de alguma forma.
As crianças brincando e fazendo barulho.
O avião entre as nuvens.
As pessoas andando para lá e para cá.
Até mesmo o vento forte que sopra de sul a norte.
É uma sexta feira e está todo mundo perdido.
O vinho que eu tomei, é o único que sabe a direção para onde está indo.
Eu quero um amor que seja como o vinho.
Que saiba que o mundo e as pessoas estão perdidas.
Mas mesmo assim insista em me satisfazer e se satisfazer também.
É uma sexta feira.
Uma bela sexta feira. 
E eu só quero beber meu vinho sozinho. (Mas se você quiser, eu bebo com você).

Veja Também

0 comentários

Curta A Page

Mais Ouvida

Subscribe