Você Me Aconteceu

domingo, abril 02, 2017

Eu pensei, pensei, pensei. E a culpa é sua por eu ser assim, é mais fácil culpar alguém do que assumir que sou a única culpada, mas que seja. Pensei que nunca fosse conhecer alguém assim, então você me aparece com esse cabelo de lado, a camisa cinza e tomando quentão. Eu podia ter ido embora mais cedo, a festa já não estava lá essas coisas, ou ter ficado e ignorado seu 'oi'. Me diz mais uma vez porque mesmo eu tentei te ensinar a dançar, porque ficamos ali no meio (bem no meio) da pista como dois bobos com quatro pés esquerdos, sem saber que sem querer aquela noite seria tão lembrada.

Você me aconteceu, você se foi. Me deixou aqui sem saber o que fazer com todas as lembranças, com tudo de você. Fiquei com todos os porquês, todos os ‘e se’, todos os olhares de pena e cochichos sobre nós, fiquei tentando fazer coisas erradas darem certo, foram tantos dias, tantos anos para parar de doer e agora estou aqui no mesmo lugar, em papeis invertidos, imaginando o que você faria, estou tentando ser mais você, porque você é tudo que eu queria. E agora não consigo ir embora, não consigo mais ser a pessoa que diz adeus, a que faz as malas e vai para bem longe, tenho medo de dormir e no outro dia alguém me dizer que é tarde demais, que meu tempo acabou. Medo do amanhã. Me ajuda dai, manda uma luz, diz para o sol nascer lindo amanhã, para as estrelas brilharem mais essa noite, preciso disso.

Você não está aqui para ver como me tornei uma mulher fantástica, como eu cresci e não preciso mais das suas dicas para fazer arroz. Cozinho muito bem. Escrevo uns versos soltos. Só o coração que continua meio bobo, essa vida de sentir de mais vai acabar comigo. De vez em quando eu queria acordar sem passado, sem lembranças e sentimentalismo, não ter aquele cuidado de levar o mundo nas costas para que todos fiquem bem. Eu queria sair e esquecer tudo com um café na padaria.





Veja Também

0 comentários

Postagens mais visitadas

Curta A Page

Mais Ouvida

Subscribe